yentl webYENTL
ELENCO: Barbra Streisand, Mandy Patinkin, Amy Irving, 1984 (EUA), 135 min, Drama, Comédia Musical, Romance, (Livre)

Após a morte do seu pai, Yentl só tem uma ambição na vida: ir para a escola rabínica e estudar. Mas, naquela época, o lugar de uma mulher era em casa, e estudar era coisa para homens. Yentl então arrisca tudo em nome da paixão insaciável pelo estudo: finge que é homem, ingressa na universidade e realiza o seu desejo proibido. Mas, em um lugar onde até a mente mais determinada pode ser traída pelo corpo, por quanto tempo Yentl será capaz de manter seu segredo bem guardado dos seus novos amigos e do rapaz por quem se apaixonou?
um doce olhar webUM DOCE OLHAR
ELENCO: Erdal Besikçioglu , Tülin Özen , Alev Uçarer , Bora Altas, 2010 (França, Alemanha, Turquia), 100 min, Drama, (Livre)

O melhor amigo de Yusuf é seu pai. A vida tranquila deste menino e sua família se vê ameaçada quando o pai não volta para casa depois do trabalho de coletar mel no bosque...
Uma curiosidade do filme é que, mesmo sem uma trilha sonora, o silêncio dos fortes sentimentos é musicado pela natureza: vento, trovão, água e pássaros)

(O filme acompanha a incrível jornada de Yusuf pela busca de algum sentido a sua vida. Foi vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim 2010)
o porto webO PORTO
ELENCO: André Wilms, Kati Outinen, 2011 (Finlândia/Alemanha/França), 93 min, Drama, (Livre).

Marcel Marx é um escritor conhecido por sua boemia. Por vontade própria resolve se exilar na cidade portuária de Havre, onde passa a trabalhar como engraxate de sapatos. A nova função faz com que Marcel se sinta mais próximo das pessoas, já que pode servi-las. Ele leva uma vida tranquila ao lado da esposa Arletty, até o dia em que surge em sua vida Idrissa, uma criança negra vinda da África. Paralelamente, sua esposa fica doente, o que faz com que Marcel tenha que se desdobrar para ajudar os dois.

(O Filme traz à tona um cinema quase poético e romântico. É uma dura crítica a posição do governo de Nicolas Sarkozy então Presidente da França diante dos imigrantes: “a França não é um campo de refugiados”)