Jomar Pereira Braam Malherbe Wayne RobertsonRemadores Sul-africanos Braam Malherbe e Wayne Robertson chegaram diretamente à subsede de Cabo Frio no dia 09 de maio após atravessarem 7.500 km pelo Atlântico Sul durante três meses sozinhos em seu pequeno barco (Mhondoro) à remo como forma de aumentar a conscientização mundial sobre o estado de nosso planeta, Apesar de alguns percalços durante a travessia, realizada inteiramente sozinhos, sem qualquer assistência e à remo, completaram com sucesso essa incrível jornada.

Sobre Braam Malherbe
Ambientalista, aventureiro, apresentador de TV, autor, guarda florestal honorário, palestrante motivacional, conservacionista, homem em missão. Entre suas muitas realizações de Braam em nome da conservação incluem a corrida da Grande Muralha da China em apenas 98 dias (primeiro no mundo), formação de rangers para operações contra a caça, corridas para o Pólo Sul puxando seu próprio trenó e a corrida de todo o litoral da Namíbia para Moçambique. Mas, uma de suas contribuições mais importante de Braam para a conservação é usar suas experiências acumuladas para inspirar as pessoas comuns a fazer a diferença, não só em suas próprias vidas, mas em prol do bem-estar futuro deste planeta.
Sobre Wayne Robertson
Capitão, construtor de barcos, ciclista, surfista, músico, apaixonado eco-guerreiro. Wayne teve uma estreita relação e uma profunda paixão pelo mar desde a infância. Além de construir e comandar embarcações oceânicas, ele tem surfado há 39 anos e surfa ondas grandes há 10 anos. Já completou numerosos eventos de mountain bike em vários países. Ele foi o primeiro a tentar e terminar a turnê ciclística Argus em um monociclo - duas vezes. Ele também foi a primeira pessoa a correr a turnê em uma BMX, e fez isso 12 vezes para arrecadar fundos para instituições de caridade. Wayne tem experiência em condições climáticas adversas, tanto no mar quanto em terra. E passou algum tempo na Antártida construindo instalações modulares adequadas para ambientes extremos
Sobre o Mhondoro
A embarcação do desafio do DOT (Do One Thing) de Braam Malherbe é chamada Mhondoro, em homenagem a reserva de caça de Mhondoro, em Welgevonden, Waterberg, (província de Limpopo / África do Sul). Toda a operação do Mhondoro baseia-se em boas práticas de conservação ambiental e está empenhada em contribuir para cada uma das categorias do Desafio DOT - água, resíduos, conservação e energia. Os proprietários de Mhondoro, Frank e Myriam Vogel, são conservacionistas apaixonados e orgulhosos patrocinadores do Desafio DOT. Através de sua Fundação MF, o casal holandês está fazendo uma contribuição significativa para a conservação na África do Sul, como parte de um projeto de compras para aumentar os números da Reserva de Caça Welgevonden de 35 000 hectares. A reserva tem uma unidade anti-caça bem-sucedida e é conhecida por proteger uma grande população de rinocerontes brancos, além do resto dos Big 5 (leão, búfalo, elefante e leopardo). Assista aqui ao víde da chegada - por INTERTV

  • Braam-entrevistado
  • Jomar Pereira-Johannes Olivier-Sra-Erika
  • Jomar-Pereira_Braam-Malherbe_Wayne-Robertson
  • Mhondoro-foto-01
  • Mhondoro-foto-02
  • Mhondoro-foto-03
  • as-bandeiras
  • recepcionados-subsede-de-Cabo-Frio

Simple Image Gallery Extended