Ter uma Olimpíada “em casa” já é um privilégio para qualquer cidadão, imagine então para um atleta! Foi isso que aconteceu mês passado no Rio de Janeiro para nossos velejadores.
Além da merecida medalha de ouro no 49er FX para Kahena Kunze e Martine Grael, confira como foi a o desempenho dos outros velejadores representantes do ICRJ nas demais classes participantes:

Leia mais...

Cabo Frio foi sede de mais um evento de nível internacional na vela. O Campeonato Brasileiro da Classe Star contou com velejadores do Brasil e Argentina. Dentre eles, os irmãos Torben e Lars Grael que juntos somam sete medalhas Olímpicas e dois títulos mundiais da Classe Star.

Leia mais...

A 43ª Semana de Vela de Ilhabela para Monotipos e Oceano foi realizada entre os dias 1º e 9 de julho pelo Yacht Club Ilhabela, em SP. A competição contou com a participação de 136 barcos divididos em 13 classes de vários estados do Brasil.

Na classe Star, que participa da competição desde 2013, Jorge Zarif (ICRJ) e Arthur Lopes venceram cinco das seis regatas disputadas e ficaram com a vitória da prova.

Leia mais...

Durante o mês de agosto, a Baía de Guanabara ficou bloqueada para a realização dos jogos olímpicos. O retorno das competições aconteceu nos dias 10 e 11 de setembro, com a Regata 6 Horas da Baía de Guanabara para as classes Snipe e Optimist, respectivamente. Esta é uma das regatas mais divertidas e animadas do calendário de Vela, pois há um revezamento de tripulação para que se complete as 6 horas de velejada. Na classe Snipe, 16 barcos com 64 velejadores participaram

Leia mais...

Um dos eventos mais importantes do calendário anual, a Semana Internacional de Vela realizada de 11 a 22 de julho, reuniu 174 barcos, 251 velejadores de 50 países, um número inédito no Brasil. Essa participação maciça de grandes nomes da Vela mundial serviu como uma prévia da Olimpíada do Rio, realizada em agosto.

Leia mais...

Próximas etapas - Campeoinatos Europeus.
Em setembro, Nuno Santa Rosa escreveu mais um capítulo da sua história na Vela adaptada na Paralimpíada Rio 2016. Ele representou o Brasil e o ICRJ na classe 2.4 no evento.
"Infelizmente, tive alguns contratempos durante as regatas e não consegui ficar entre os dez primeiros colocados. Mas o resultado final não diminuiu a minha vontade de continuar competindo”, comentou o velejador.

Leia mais...