object1625919614
  • Slide 6
  • Slide 3
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 2
  • Slide 1

logo time vela 2016

O dia 18 de agosto de 2016 ficará marcado na memória dos brasileiros amantes da vela. Kahena Kunze e Martine Grael conquistaram a tão sonhada medalha de ouro olímpica velejando em casa pela classe 49er FX em uma regata com muita emoção.

Foi a primeira vez da dupla e da classe 49er em edições olímpicas. Antes do ouro, Martine e Kahena venceram o campeonato mundial em 2014 e ganharam o primeiro evento-teste da Olimpíada. Em 2015, faturaram o segundo evento-teste e perderam o mundial na regata de medalha para as italianas.

Em 2016, Kahena e Martine ficaram em sexto lugar no mundial que foi vencido pelas espanholas Echegoyen e Betanzos. Em toda a trajetória da dupla, elas subiram 25 vezes no pódio em 33 competições disputadas.

O equilíbrio era tanto entre as quatro finalistas, que todas chegaram à “regata de medalha” empatadas, com chance de título. Com 48 pontos perdidos na classificação final e dois segundos na frente das neozelandesas, as meninas do Brasil marcaram seus nomes na história brasileira da vela olímpica. A prata ficou com a dupla da Nova Zelândia, Alex Maloney e Molly Meech, que perderam 51 pontos, e o bronze para as dinamarquesas Jena Hansen e Katja Steen Salskov-Iversen, com 54 pontos perdidos.

O diretor de Vela Ricardo Baggio destaca que a conquista só foi possível devido à uma aposta arriscada da dupla. Através do conhecimento das águas da Baía de Guanabara e de um feeling em optar pelo lado esquerdo, enquanto o resto da flotilha ia pelo lado direito da raia. A estratégia foi perfeita e elas assumiram a liderança. Ele ainda brincou que essa final do 49er FX “foi uma regata com muita emoção, e o final não podia ter sido melhor”.

Para comemorar, parentes e amigos não conseguiram se conter e entraram na água para um abraço coletivo nas campeãs. Na saída do mar, o público, parentes, amigos e voluntários carregaram o barco com as duas em cima vibrando muito pela vitória.

Antes da cerimônia de entrega das medalhas, Kahena gravou um vídeo (assista no site/facebook do ICRJ) de incentivo para a flotilha de Optimist do ICRJ. A medalhista de ouro se coloca à disposição para ajudar e incentivar os jovens velejadores, para que eles possam se espelhar nessa conquista para se dedicar cada vez mais à vela como um esporte de competição.