object1625919614
  • Slide 6
  • Slide 3
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 2
  • Slide 1

logo time vela 2016

Ter uma Olimpíada “em casa” já é um privilégio para qualquer cidadão, imagine então para um atleta! Foi isso que aconteceu mês passado no Rio de Janeiro para nossos velejadores.
Além da merecida medalha de ouro no 49er FX para Kahena Kunze e Martine Grael, confira como foi a o desempenho dos outros velejadores representantes do ICRJ nas demais classes participantes:

patricia siteRS:X Feminino
Nossa representante na classe RS:X Feminina, a bicampeã pan-americana Patrícia Freitas participou da sua terceira olimpíada e manteve uma regularidade no seu desempenho.
Após 12 disputas, ela terminou com o 8º lugar na classificação geral. Patrícia chegou a vencer uma das baterias ao longo da disputa e figurou até em 5º geral temporariamente.
O 8º lugar é sua melhor posição em Olimpíadas, depois de ser 18° em Pequim (2008) e 13° em Londres (2012). Aos 26 anos, a velejadora pensa em continuar lutando para defender o Brasil em Tóquio.



jorge zarif siteFinn Masculino

O campeão mundial da classe em 2013, o velejador Jorge Zarif, conseguiu igualar o melhor resultado do Brasil na história da classe Finn em Jogos Olímpicos. Após a regata da medalha ele terminou a competição em 4º lugar na classificação geral.
Zarif teve uma excelente evolução nos Jogos Rio 2016, pois em Londres (2012) ele ficou com a 20ª colocação. Desta vez, ficou apenas a uma posição de subir ao pódio. “Foi uma participação boa. Fico feliz por ter feito o meu melhor e ter tido condições muito boas de ter um resultado positivo”, disse Zarif.





bruno e henrique site
470 Masculino
Fazendo estreia em Olimpíadas, a dupla de velejadores Bruno Bethlem e Henrique Haddad finalizou a competição em 23º lugar na classificação geral. O melhor resultado dos velejadores foi a 9ª colocação na 7ª regata dos Jogos Olímpicos, realizada no dia 14 de agosto.





 



gabriel site49er

Estreando em Jogos Olímpicos, o campeão mundial em 2011 e ouro no Pan-Americano de Guadalajara, Gabriel Borges (que faz dupla com Marco Grael) ficou em 11º lugar na classificação geral.
A dupla manteve uma constância durante todo evento, mesmo tendo competidores de alto nível na modalidade.