A Vela brasileira está mais uma vez no topo do pódio. Jorge Zarif, velejador do ICRJ, e Guilherme de Almeida, conquistaram no dia 13 de outubro, em Oxford, nos Estados Unidos, o Campeonato Mundial da classe Star, uma das mais tradicionais e importantes do mundo. 

Elvind Mellby e Joshua Revkin, campeões em 2017, ficaram com a prata, representando a Noruega.E o brasileiro Arthur Lopes, velejando ao lado do americano Paul Cayard, levou a medalha de bronze.

“Estou muito feliz. A Star é uma classe muito tradicional, com grandes velejadores. É um privilégio botar o meu nome naquele troféu”, disse Zarif ao site da Star World Championship.

Zarif é velejador do ICRJ e titular da Equipe Brasileira de Vela na classe Finn. Aos 26 anos de idade, é o mais jovem campeão mundial desde 1981, quando Alex Hagen, da Alemanhã, venceu na mesma idade.

Quarta colocação em evento-teste Tóquio 2020

Anteriormente, no dia 16 de setembro, durante a última etapa do evento-teste para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, na raia de Enoshima, no Japão, Zarif conquistou a quarta colocação. O ouro ficou com o holandês Nicholas Heiner.

O evento-teste também foi válido como primeira etapa da temporada 2018/2019 da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). Destaca-se também a participação da velejadora do ICRJ Patrícia Freitas, que competiu na Classe RS:X e aproveitou o evento para conhecer a raia para 2020.

O evento-teste reuniu 466 velejadores de 44 países. As regatas acontecem na raia de Enoshima, a mesma dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A competição reuniu as dez classes do programa olímpico: RS:X masculina, RS:X feminina, Laser, Laser Radial, Finn, 470 masculina, 470 feminina, 49er, 49er FX e Nacra 17.